CuriosidadesPaisagismo

5 plantas ornamentais que podem deixar seu pet doente

Por 26 de março de 2018 Um comentário

A gente ama o toque de vida que as plantas adicionam às nossas casas, não é mesmo? No entanto, se você tem ou pretende ter algum bichinho de estimação, principalmente cães e gatos, vale pensar duas vezes qual planta vai utilizar na decoração da sua casa. As plantas tóxicas costumam ser naturalmente repulsivas aos animais. Elas têm um gosto extremamente amargo, por exemplo, e por isso, algumas vezes, os bichinhos tendem a ignorar a existência delas. Eu mesma, já tive um chow-chow que nunca passou nem perto do vaso de comigo-ninguém-pode da minha avó. No entanto, esse comportamento não é regra, nem para planta, nem pro pet! E é por isso que todo pai ou mãe de um animal de estimação deve saber o mínimo sobre as plantas que são prejudiciais a seus animais para que possam fazer a escolha de simplesmente nunca as ter por perto ou se escolherem ter, pelo menos podem garantir que seu animalzinho não as coma.

babosa

Babosa

Essa planta costuma ser muito benéfica para nós, humanos. Ela é reconhecida por suas propriedades antibacteriana, cicatrizante, capacidade de reidratar o tecido capilar e fechar as cutículas dos cabelos ou dérmico danificado por uma queimadura, entre outras. Mas pode causar vômito, depressão, diarreia, anorexia e tremores involuntários tanto em gatos quanto em cachorros, caso eles venham a ingerir.

babosa-na-decoração

foto: Lori Gilder

lirio-da-paz

Lírio e Lírio-da-Paz

Muito encontradas nas casas brasileiras como plantas ornamentais, todas as partes da planta são tóxicas. A ingestão pode causar irritação oral e de mucosas, irritação ocular, dificuldade de engolir e até problemas respiratórios, em casos mais extremos. Ainda podem aparecer como sintomas de intoxicação pelo lírio e lírio-da-Paz alterações nas funções renal e neurológica. É particularmente mais perigosa para gatos, no entanto, os cachorros também podem sofrer com algum desses malefícios citados.

lirio-na-decoração

foto: Scandinavian Homes

dracena-de-madagascar

Dracena

São muito fáceis de cultivar e podem prosperar mesmo em condições de pouca luz, o que as torna bastante populares. No entanto, elas são tóxicas para cães e gatos. A saponina é o composto químico ofensivo desta planta e, quando ingerido, pode causar vômito, perda de apetite, depressão e/ou aumento da salivação. Gatos que já consumiram a planta também podem exibir pupilas dilatadas.

dracena-na-decoração

foto: Stephanie Wiley

jiboia

Jiboia

Por ser uma planta vistosa e de fácil manutenção, a jiboia é muito popular (eu, particularmente, amo de paixão). Também conhecida por era-do-diabo, a jiboia contém ráfides, cristais em forma de agulha que podem levar à queimação e irritação dos lábios, língua e boca, baba excessiva, dificuldade em engolir e vômito.

jiboia-na-decoração

foto: Erica Gannett Photography

comigo-ninguem-pode

Comigo-ninguém-pode

Devido à beleza de suas folhagens, baixa manutenção e pela crença popular de que a planta traz proteção ao lar, a comigo-ninguém-pode é facilmente encontrada nos lares brasileiros e é campeã como causadora de intoxicação em animais e crianças. Possui vários mecanismos de toxicidade e as substâncias ali encontradas, como o oxalato de cálcio, irritam as mucosas de animais e humanos. A intoxicação pode ocorrer por ingestão de qualquer parte da planta ou, simplesmente, por contato com a pele. Os sintomas variam desde edema e irritação da mucosa, até asfixia e morte, sempre causando dor intensa. Para termos um parâmetro, apenas meia folha é o bastante para matar um humano.

comigo-ninguem-pode-na-decoracao

foto: Lindsay McCormick Design

plantas-diversas

Vale ainda lembrar que plantas que costumam soltar alguma seiva como coroa-de-cristo, violeta e copo-de-leite devem ser evitadas por quem tem animais de estimação. Ainda lembramos aqui que focamos em cães em gatos pois são estes que, normalmente, vivem soltos pela casa.

Um comentário

Deixe um comentário

Compartilhe com um amigo