CozinhaCuriosidades

Uma cozinha estilosa e ideal para quem usa cadeira de rodas

Por 21 de maio de 2019 Sem comentários

Eu costumo acompanhar alguns canais no YouTube e um dele é o canal do Houzz, que é basicamente uma plataforma que divulga o trabalho de arquitetos e designers. Até que um dia me deparo com um vídeo muito bacana, que relata uma história emocionante com um resultado final bem legal. Na profissão de arquiteto, estamos acostumados a pensar em espaços inclusivos, principalmente se esse espaço é público ou de uso público. Aliás, há leis que nos obrigam a tornar esses ambientes o mais inclusivos possível. Mas quando direcionamos esse olhar para projetos residenciais, esta passa a não ser uma das primeiras preocupações, a não ser que seja a primeira necessidade do cliente. Portanto, requer muita pesquisa e cuidados para realizar um projeto como este que veremos a seguir. Após sofrer um acidente e precisar de uma cadeira de rodas, tentar navegar por sua casa era extremamente frustrante para Sue Mould, mas a última coisa que ela queria era uma casa que funcionasse e não tivesse estilo. Ela, então, encontrou a designer de interiores Clare Crabtree e pediu-lhe para projetar uma cozinha e uma sala de jantar que fossem ao mesmo tempo acessíveis e deslumbrantes. Afinal, quando esse tipo de coisa acontece, as pessoas acabam querendo resolver as coisas de uma vez e estética não é uma prioridade (o que também é muito compreensível).

1-reforma-adaptada-cozinha

A designer, assim como a maioria dos profissionais, estava acostumada a criar espaços bonitos e funcionais para os proprietários, mas para esse projeto ela tinha uma responsabilidade adicional para com o cliente. A principal mudança no estilo de vida da cliente, anteriormente ativo, foi a dificuldade ao tentar circular livremente em uma casa que não acomodava uma cadeira de rodas, principalmente na cozinha e área de estar. Ter sua independência de volta era imprescindível.

Para garantir que tudo seria seguro e funcionaria bem para sua cliente, Clare pediu ajuda a uma terapeuta ocupacional. A terapeuta observou Sue ao se deslocar pela casa, identificando suas necessidades e aconselhando ambas sobre as melhores maneiras de atender a essas novas necessidades. Usando essas informações e ouvindo atentamente a proprietária, a designer conseguiu então formar uma imagem exata do que precisava ser feito.

2-reforma-adaptada-cozinha

As bancadas precisariam ficar abaixo do padrão, mas Sue não queria que ficassem desconfortáveis para as outras pessoas usarem. Altura de bancada padrão é, normalmente, cerca de 90cm. A altura ideal para a cliente seria por volta de 70cm, no entanto, ela sentiu que 80cm funcionaria bem para ela, permitindo que os outros usuários da cozinha se sentissem confortáveis ​​também.

3-reforma-adaptada-cozinha

Para elaborar a nova paleta de cores para o ambiente, a conversa e troca de ideias com a cliente foi muito importante.

4-reforma-adaptada-cozinha

Sue queria que amigos e familiares pudessem se sentar e socializar com ela durante as refeições, de modo que a designer projetou duas superfícies em diferentes alturas. A superfície de madeira traz textura quente para a sala e o design curvo adiciona suavidade.

5-reforma-adaptada-cozinha

Alguns cuidados foram tomados, como subir ligeiramente a geladeira que fica embaixo da bancada para que Sue pudesse alcançar a prateleira mais baixa sem maiores dificuldades, assim como uma reentrância debaixo da pia para encaixar a cadeira e ela pudesse utilizar normalmente. As prateleiras dos armários são móveis e podem ser puxadas. O tipo e a altura dos fornos foram pensados para que a cliente pudesse utilizá-los com segurança. Outro cuidado tomado foi a instalação de iluminação auxiliar para a bancada, debaixo dos armários suspensos.

6-reforma-adaptada-cozinha

Portas de correr grandes foram instaladas para o pátio, que foi suspenso até o nível da cozinha. Essa solução não só trouxe mais luz natural ao ambiente, como o deixou muito mais convidativo e agradável. Até o piso utilizado foi testado antes de ser instalado de fato para se ter certeza que Sue conseguiria circular sem maiores problemas. Além disso, a manutenção deveria ser prática e o piso não deveria arranhar com facilidade.

7-reforma-adaptada-cozinha

Graças a toda esta atenção aos detalhes, a cliente agora tem uma casa que funciona para suas necessidades.

8-reforma-adaptada-cozinhaHouzz fotógrafa – Kasia Fiszer Photography

Deixe um comentário

Compartilhe com um amigo