ArquiteturaPessoas

Marcio Kogan e sua arquitetura genial

Por 12 de abril de 2013 Sem comentários

Marcio Kogan é um arquiteto nascido na cidade de São Paulo, formado pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Presbiteriana Mackenzie, em 1977, e que admiro muito. Na minha humilde opinião, não consigo lembrar de mais alguém que tenha um trabalho tão bacana, tão perfeito e tão linear.

Seu estúdio, o StudioMK27 foi fundado no início da década de 80 pelo próprio Marcio Kogan e, hoje, é integrado por mais 14 arquitetos, além de colaboradores em vários países do mundo. Os arquitetos do estúdio desenvolvem os projetos do começo ao fim, e assinam a co-autoria das obras. Segundo palavras encontradas no site do StudioMK27: “Os projetos arquitetônicos do StudioMK27 prezam pela simplicidade formal, sempre trabalhando com especial atenção aos detalhes e acabamentos. Marcio Kogan e os arquitetos da equipe, grandes admiradores da geração modernista brasileira, procuram cumprir a difícil missão de dar continuidade à linha dessa produção.”

Não conheço o Kogan pessoalmente, nem conheço ninguém que o conheça, mas pelo o que eu já li, ele parece ser muito perfeccionista e isso fica muito claro uma vez que você conhece o trabalho dele.

A seguir veremos alguns dos projetos do StudioMK27. Respire bem fundo só para não perder o fôlego.

Casa Paraty

Autor: Marcio Kogan
Co-autor Arquitetura: Suzana Glogowski
Co-autores Interiores: Diana Radomysler e Carolina Castroviejo
Colaborador: Lair Reis

casa-paraty-01

paraty3

fotos: Nelson Kon

São, basicamente, duas caixas de concreto aparente que repousam engastadas na encosta de uma ilha. Dá pra ver os volumes projetando-se para fora da montanha, quase chegando na praia. A casa parece se encaixar com perfeição na topografia do terreno, e como resultado se tem um grande vão e um espaço habitável integrado a natureza praticamente intocada.

paraty6 paraty4

paraty5

fotos: Nelson Kon

Seu projeto de interior, impecável, possui uma ampla coleção de importante móveis do século XX, desenhados por Luis Barragan, Lina Bo Bardi e Sérgio Rodrigues, entre muitos outros.

Casa V4

Autor: Marcio Kogan
Co-autora Arquitetura: Renata Furlanetto
Co-autores Interiores: Diana Radomysler
Colaboradores: Fabiana Cyon, Fernando Falcon e Oswaldo Pessano

casa v4-2 casa v4-5

casa v4-1

fotos: Nelson Kon

A Casa V4, é uma casa térrea, que quase desaparece quando vista da rua e por isso mesmo ela é tão bacana. Ela quebra a hegemonia dos sobrados. Sua planta é mais ou menos em formato de “L”. A sala, posicionada na parte da frente do terreno, fica debaixo de uma magnifica laje de concreto aparente, que serve também de mirante, pois há uma escada de acesso. Duas fileiras de caixilhos de vidro, de ambos os lados da sala, podem ser completamente recolhidos, fazendo a integração total entre o jardim da frente, a sala e o pátio dos fundos. A parte social da casa fica em um dos lados do “L”, na planta, e a parte íntima, no outro.

casa v4-3 casa v4-4

casa v4-6

fotos: Nelson Kon

O programa de necessidades do cliente e as dimensões do terreno possibilitaram esse projeto tão incomum: uma casa urbana e térrea. O projeto acaba, então, se inserindo de forma muito delicada no entorno.

Primetime Child Development

Autor: Marcio Kogan
Co-autor Arquitetura: Lair Reis
Co-autoras de interiores: Diana Radomysler e Regiane Leão

Primetime-2 Primetime-3

Primetime-1

fotos: Nelson Kon

Atendendo a um novo e exclusivo programa educacional, o qual atende, especificamente, crianças de zero a três anos, o projeto buscou soluções criativas para atender às especificidades exigidas pelo mesmo. A prioridade, aqui, foi conceber um espaço abstrato e lúdico, que atendesse aos programas funcionais envolvidos e que fosse diferente de qualquer coisa infantil existente. Não era para ser óbvio.

Primetime-4 Primetime-6

Primetime-1

fotos: Nelson Kon

A circulação vertical do projeto é feita com rampas, sem escada. Além do emprego de materiais naturais, as cores vibrantes, amarelo, laranja e vermelho foram selecionadas para criar uma atmosfera estimulante em sintonia com o desejo dos clientes.

Casa de Tijolinho

Autor: Marcio Kogan
Co-autor Arquitetura: Renata Furlanetto
Co-autores de Interiores: Diana radomysler e Renata Furlanetto
Colaboradora: Fernanda Neiva

Tijolinho-1 Tijolinho-2

Tijolinho-6

fotos: Nelson Kon

O projeto da Casa de Tijolinho consiste em um único volume perpendicular à rua. A fachada da frente é cega, sem aberturas. No térreo, as salas de jantar e estar e o escritório dão para a piscina através de uma cortina de vidro de caixilhos deslizantes, muito característica dos projetos do StudioMK27. No andar de cima, encontram-se os quartos. Toda a área íntima é protegida por painéis de madeira que podem ser abertos, dando, assim, um movimento incrível para a fachada.

Tijolinho-4 Tijolinho-5

Tijolinho-6

fotos: Nelson Kon

Os tijolinhos rústicos usados na casa dão o tom e o contraste ideal com o resto dos materiais utilizados, sem se tornar cansativo.

A partir dessas obras apresentadas, dá pra ver como Kogan se mantém fiel ao seu estilo próprio sem ser repetitivo. Foi criada uma marca: desejamos uma obra assinada pelo Kogan, assim como desejamos uma bolsa da Louis Vuitton, por exemplo.

No site do StudioMK27 existem muitas outras obras e muitas outras fotos para a nossa apreciação.

Depois de tudo isso, minha tietagem tem ou não fundamento?

Compartilhe com um amigo