DecoraçãoSala

Uma sala diferente

Por 13 de agosto de 2013 Sem comentários

Desde de seu surgimento, a TV foi ganhando espaço nas nossas vidas, até que, de repente, ela se tornou o centro das atenções das nossas salas e talvez até de toda a casa. Há quem não saiba viver sem ela por perto, principalmente as crianças. Assim, a televisão, aos poucos, passou a moldar não só a arquitetura da casa, mas também nossas vidas. Bom ou ruim, isso é um fato.

Quer algo mais gostoso do que se sentar em uma sala confortável e assistir a um filme? No entanto, os hábitos que orbitam a televisão fizeram-nos perder outros costumes tão saudáveis. Antes dela, as salas tinham outra função: era o espaço onde a família se reunia e compartilhava experiências, recebia visitas e conversava.

O nosso projeto de hoje procura resgatar um pouco das antigas salas, onde o foco não era a televisão. Essa sala tem mais o intuito de receber amigos e conversar, do que assistir algo na TV. Fica bem claro, nas imagens, que o mobiliário, que normalmente fica voltado para a TV, está em outra direção, assim como as poltronas, facilitando a interação das pessoas.



sala-diferente-01




As cores alegres foram combinadas com tons de cinza, dando o destaque necessário ao móvel no fundo da sala. As cores das almofadas, das poltronas e do pufe deixam o ambiente mais descontraído e divertido. E por causa dessas cores todas, a mesinha de centro é preta, para quebrar um pouco toda essa descontração e não pesar no ambiente.

sala-diferente-02

O tapete torna a sala um pouco mais aconchegante e convidativa ao uso.

sala-diferente-03

sala-diferente-04

Essa é primeira geração onde os pais saem de casa depois dos filhos. Esses, geralmente, passam o dia interagindo com outros adultos, como domésticas, professores e etc. No final do dia, os filhos tendem a se esconder em suas cavernas, os quartos, e passar horas no computador. Em muitos casos, a refeição, que era uma hora de interação familiar, também é feita dentro do quarto.

Não temos nada contra essa nova tendência. No entanto, não há nada de errado com um pouco de interação familiar, conversas e até um pouquinho de brigas. Assim, nossa salinha é apenas um pedacinho da casa que tenta motivar a família a interagir um pouquinho mais.

Projeto por Limão n’água



Compartilhe com um amigo