ArquiteturaDecoração

5 ideias erradas que as pessoas têm sobre decoradores

Por 26 de junho de 2015 Um comentário

Existem concepções erradas, muita confusão e até uma série de lendas sobre o que faz exatamente um decorador ou designer de interiores. Por isso, as pessoas não entendem muito bem porque contratá-los. O que se passa na cabeça de muitos é que um decorador existe apenas para dar uma mexida nos móveis e texturas para deixar tudo perfeito. É claro, soma-se a isso a maior lenda de todas, a de que um designer de interiores é coisa para rico, pois custa muito caro. Então, vamos entender e destrinchar um pouco esses mitos para que você possa fazer uma avaliação um pouco mais sensata.

1. Designers de interiores são caros

Decoração é coisa pra rico! Esse é um dos maiores mitos que assombram a profissão e um dos maiores responsáveis por impedir que as pessoas contratem um decorador.

Veja bem, não é nossa pretensão convencê-lo de que contratar um decorador seja algo plausível para todas as faixas de renda, mas sim tirar essa concepção de que decoração é coisa para rico. E o raciocínio a seguir vai ajudá-lo a entender o porquê: um decorador vai trabalhar soluções que estão dentro do seu orçamento.

Além disso, com o profissional certo ao seu lado, você ganhará produtividade, isto é, vai aproveitar melhor o seu tempo e o seu dinheiro. O decorador vai ajudá-lo a evitar alguns erros, diminuir a quantidade de retrabalho e frustrações, o que, no final das contas, alivia o seu orçamento e não o contrário.

Apartamento pequeno decorado

foto: BEP Arquitetos Associados

2. Um decorador só mexe com texturas e móveis

As funções de um decorador não se resumem a parte estética e apresentação dos ambientes, já que há muita coisa sustentando o resultado final. Por trás daquilo que você vê, há muita coisa que você não vê.

Por isso, seu decorador não vai apenas orientá-lo a escolher um sofá bonito para a sua sala. Antes disso, ele vai estudar as plantas do imóvel, determinar espaços de circulação, possíveis disposições de móveis e vai procurar otimizar o seu espaço, algo essencial para ambientes pequenos. Além disso tudo, o decorador, em parceria com o seu arquiteto, também serão responsáveis por adequar todas às mudanças de acordo com a legislação de cada região.

Veja um exemplo extraído de um post que apareceu aqui há muito tempo atrás Como decorar uma sala quadrada?

sala-quadrada-02

E o projeto final proposto foi este aqui:

sala-quadrada-03

3. Casas de designers de interiores são perfeitas

Casa de ferreiro, espeto de pau, não é mesmo (rsrsrsrs)? Sim, eles possuem descontos junto a vários fornecedores, o que facilita bastante na hora de ajeitar a própria casa. Às vezes, os decoradores necessitam de muito tempo para lidar com os diversos projetos e demandas de tantos clientes, que acabam não tendo tempo para cuidar da própria casa. É claro que esta não é regra, mas eles também são humanos, afinal de contas.

Mesa para viciados em trabalho

foto: Studio NL – veja mais em Mesa que vira cama

4. Um decorador não vai entender o meu gosto

Ninguém quer uma casa que não reflita a própria personalidade. A ideia é que você se sinta em seu próprio lar e não que viva em sua casa, mas com a sensação de que está em um lugar completamente estranho e incômodo a você.

Um bom profissional é aquele que consegue entender o gosto do cliente e não deixará que seu próprio estilo interfira nas soluções propostas. Por isso mesmo, você baterá um longo papo com qualquer decorador, para que ele entenda perfeitamente as suas demandas e consiga compreender qual é o seu gosto.

Sala pequena decorada

foto: Cristiane Bergesch – Marcelo Scandaroli – veja mais imagens do apartamento aqui

5. Um decorador é muita coisa para minha pequena casinha

Quem segue o limaonagua sabe a paixão que temos por casas e apartamentos pequenos. Já postamos dezenas de exemplos de pequenas casas que melhoraram significativamente a qualidade de vida de seus moradores, por causa dos projetos de arquitetura e decoração. Sim, são exemplos incríveis, como esta casa de apenas 9 metros quadrados, por exemplo.

Assim, nenhuma casa é pequena demais um projeto de decoração e arquitetura. O investimento não servirá apenas para melhorar a estética de sua casa, mas também para otimizar cada metro quadrado que você tem a sua disposição. Não é raro uma boa casa pequena, bem projetada, apresentar um melhor padrão de vida para seus moradores do que uma casa grande desorganizada.

Quarto pequeno decorado

E você? Concorda conosco ou tem uma opinião diferente da nossa? Deixe o seu comentário.

  • Rafael Faria

    Parabéns pelo post. Realmente é algo que precisa ser desmitificado. O trabalho de um decorador é primordial se a pessoa quiser ter um ambiente bonito e não sabe como fazer.

Compartilhe com um amigo