Curiosidades

Restaurante japonês com iluminação peculiar

Por 9 de novembro de 2013 Sem comentários

As arquitetas Letícia Sá e Joana Feijó, do escritório Letícia Sá Arquitetos, são as responsáveis pelo projeto do restaurante Barko Temaki & Sushi, localizado em Porto Alegre – RS. O minimalismo e simplicidade, característicos da cultura japonesa, dão o tom da decoração do restaurante.

No entanto, as arquitetas procuraram ir muito pouco além dos elementos tracionais a esse tipo de ambiente. Assim, além da simplicidade das linhas, o projeto apresenta cores pouco convencionais, que trouxeram personalidade para o ambiente, como o cinza chumbo e, principalmente, o verde da iluminação.

restaurante-sushi-01

foto: Fabricio Sviroski

A iluminação geral foi pensada para ter mobilidade e possibilidade de alteração no decorrer do uso do espaço. A mobilidade foi obtida pelo uso de trilhos com spots direcionáveis, que permitem aos proprietários reposicionarem as luminárias no caso de alterarem o layout original do espaço. As mudanças de iluminação são feitas por meio da dimerização das lâmpadas dicroicas.

Nas fotos do salão, pode-se notar o uso da iluminação com os spots direcionados para as paredes laterais, que funcionam como rebatedores de luz, gerando uma iluminação mais indireta. Assim, a luz e o calor não ficam voltados para o cliente que está sentado.

Para a área do sushi bar, foi feita a escolha dos mesmos trilhos e spots, mas com lâmpadas de LED, para não gerar calor em cima da vitrine de peixes e da área de preparo. Este é um detalhe muito importante, já que lâmpadas dicroica são muito quentes.

restaurante-sushi-02

foto: Fabricio Sviroski

restaurante-sushi-03

foto: Fabricio Sviroski

restaurante-sushi-04

foto: Fabricio Sviroski

restaurante-sushi-05

foto: Fabricio Sviroski

restaurante-sushi-06

foto: Fabricio Sviroski

restaurante-sushi-07

foto: Fabricio Sviroski

restaurante-sushi-08

foto: Fabricio Sviroski

Neste projeto, as luzes serviram como elemento para dar destaque à identidade visual do restaurante. Além disso, o nível de iluminação é sempre sutil, mas suficiente para a leitura do menu, e combinado a elementos naturais como a madeira deixa o ambiente bastante aconchegante.

projeto: Letícia Sá Arquitetos

Compartilhe com um amigo